1 de Outubro, 2022
Horário: 21:30
Local: Auditório do Centro Cultural de Milheirós de Poiares
Cidade: Santa Maria da Feira

Orquestra Sinfónicade Jovens e o jovem pianista Francisco Cabrita

O Dia Mundial da Música comemora-se com um concerto da Orquestra Sinfónica de Jovens e o jovem pianista Francisco Cabrita, sob a direção do maestro Paulo Martins.
Resultante da parceria com a Academia de Música de Paços de Brandão e o XV Concurso Internacional Paços’Premium, o prémio Orquestra permitiu selecionar o melhor laureado da categoria A, a apresentar-se a solo com a orquestra sinfónica.
No dia 1 de outubro, às 21h30, 54 músicos sobem ao palco do Auditório do Centro Cultural de Milheirós de Poiares, para protagonizar um espetáculo que irá surpreender pela variedade de formas e tipos de escrita, conduzindo os espetadores pela música de compositores europeus.

 

Orquestra e Banda sinfónica

O projeto da Orquestra e Banda Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira surgiu em 1994, reunindo os jovens músicos do Concelho para “Estágios de Verão”. A partir de 1996, resultado do esforço conjunto da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira e das escolas oficiais de música do Concelho, este projeto adquiriu um carácter mais permanente, nomeadamente com a sua formação de Orquestra. A direção artística do projeto ficou, então, sob a alçada do Maestro Osvaldo Ferreira que, de 1996 até 2004, foi o principal responsável pela implementação e desenvolvimento deste projeto musical. Em 1998 foi criada uma nova formação musical, a Banda Sinfónica, tendo sido convidado para integrar a direção deste projeto o professor Paulo Martins, que, desde 1998 até 2004, assumiu as funções de Maestro Assistente da Orquestra e Banda Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira.
No ano de 2004 a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, juntou-se ao Conservatório de Música de Fornos, às Academias de Música de Santa Maria da Feira e de Paços de Brandão e às Bandas Filarmónicas do Concelho, para formalizarem a constituição da Associação Orquestra e Banda Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira, cujo propósito é o desenvolvimento da música no Concelho de Santa Maria da Feira e a gestão artística deste projeto.
Enquanto projeto musical, a Orquestra e Banda Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira, contou, desde o início, com a experiência formativa de diversos maestros nacionais e estrangeiros, tais como: Carlos Fontes, Leonardo Barros, Osvaldo Ferreira, Ivo Cruz, Sokhiev Tugan, Joana Carneiro, Cesário Costa, Ernest Schelle, José Pascual Vilaplana e Jan Cober, António Saiote, Teodoro Aparício Barberán, Rafael Garrigos, Henrie Adams, Fernando Marinho. Acompanhou solistas de renome nacional e internacional tais como: Jorge Almeida (trompete), Sérgio Martins (tenor), Maria João e Mário Laginha, Tiago Matos (tenor), Constanti Sandu (piano), Paulo Barros (flauta), Bruno Monteiro (violoncelo), Sofia Escobar (soprano), Iria Perestrelo (soprano), Pedro Rodrigues (tenor),  assim como as bandas Ez Special,  Vozes da Rádio, Ana Bacalhau, entre outros.

Atualmente a direção artística do projeto está sob a responsabilidade do Maestro Paulo Martins, desde 2004.
A qualidade e o entusiasmo demonstrados pela Orquestra e Banda Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira já a levaram a atuar em diferentes pontos do país e no estrangeiro, nomeadamente:

  • Joué-Lès-Tours, França, 1999, Geminação “L’ Années Joués” com Orquestra Sinfónica
  • Alicante, Ocãna e Aranjuez, Espanha, 2000, Orquestra Sinfónica
  •  Alessandria, Génova e Asti, Itália, 2001, Orquestra Sinfónica
  • Valência, Espanha, 2002, prémio 2.o lugar na 2.a Secção do Certamen Internacional de Bandas de Musica “Ciudad de Valência” pela Banda Sinfónica
  • Targovishte, Bulgária, 2002, Geminação, com a Banda Sinfónica
  • Roma, Pontedera, Itália, 2003, Festival “7Sois 7Luas”, com a Banda Sinfónica
  •  Valência, Espanha, 2005, prémio 3.o Lugar na 1.a Secção do Certamen Internacional de Bandas de Valência, com a Banda Sinfónica
  •  Altea, Espanha, 2006, 1.o Prémio na Secção Sinfónica do Certamen Internacional de Bandes de Musica Vila d’Altea, com a Banda Sinfónica
  • Erbach e Aalen, Alemanha, 2009, com a Orquestra Sinfónica

Mercê da sua qualidade artística este projeto musical e cultural tem conseguido angariar apoios a nível institucional, através do Ministério da Cultura, da Delegação Regional das Artes e da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira.

 

 Maestro Paulo Martins

Teve como primeiro instrumento o Saxofone, prosseguindo os seus estudos emFagote com o professor Hugues Kesteman, na Escola Superior de Música e das Artesdo Espetáculo (ESMAE) e na Alemanha, obtendo o curso de solista e o mestrado emperformance na classe do Prof. Gunter Pfitzenmaier na “Hochschule für MusikKarlsruhe” (Alemanha) ambos com a máxima classificação. Foi premiado em diversosconcursos e apresentou-sea solo com a Orquestra e Banda de Jovens de Santa Mariada Feira, Orquestra Sinfonieta, Orquestra ARTAVE, Orquestra de Câmara daStaatliche Hoschule für Musik Karlsruhe (alemanha), e integrou várias Orquestras dasquais se destaca a participação regular com a Orquestra sinfónica do Porto Casa daMúsica. Estudou direção de orquestra com o maestro Osvaldo Ferreira, ErnestSchelle, Eugene Corporon e Jorma Panula e em 2007 obteve o mestrado em direçãocom o conceituado maestro Jan Cober no Conservatório de Maastricht, igualmentecom distinção–Holanda.Tem vindo a orientar master classes e dirigir algumasorquestras e bandas em Portugal, Espanha, Argentina, Brasil entre outros. Comomaestro foi galardoado em diversos concursos: Certamen Internacional de BandasdeMúsica de Valencia em 2002, 2005 e 2010; Concurso Internacional de Bandas–Ateneu Artístico Vilafranquense na 2.a, 4.a e 5.a edição (todos com o 1.o prémio);Certamen Internacional de Bandas de Música Vila d’Altea em 2006, 2007 e 2014 tendoarrecadadoa Batuta de Ouro; Concurso de Bandas Filarmónicas de Braga, 2017 com1.o prémio e “Batuta de Prata”. Integrou o júri dos concursos: ‘Prémio Jovens Músicos’da RDP; “ I Certamen Nacional de Bandas de Música D’Almàssera” em Valência;“Certamen Internacionalde Bandas de Música–Cidade de Valência” e em 2016presidiu o júri do “Certamen Internacinal de Bandas de Altea”.É professor no Conservatório de Música do Porto, Diretor Artístico da Orquestra eBanda Sinfónica de Jovens do Concelho de Santa Maria da Feira, da ARMAB e daAcademia Portuguesa de Banda (APB).

 

Francisco Cabrita

Francisco Cabrita nasceu em Lisboa, a 2 de Março de 2002. Iniciou os estudos de piano aos 7 anos,em casa, com o prof. Alla Litkovets. Foi aluno da prof.ª Ana Marques na Academia de Amadores deMúsica (1º ao 5º grau) e do prof. Hélder Entrudo no Conservatório Nacional (5º ao 8º grau), ondetambém estudou composição, com o prof. Daniel Schvetz. Atualmente estuda na AcademiaNacional Superior de Orquestra com o prof. Paulo Oliveira, onde ingressou em 2020.Foi primeiro premiado nos seguintes concursos:Concurso internacional de Cascais 2018;Concurso internacional de Oeiras 2019;Prémio Ilda Moura 2022;Concurso Internacional Paços Premium 2022;Concurso de piano Serra da Estrela 2022;Concurso Orchestra Ferrucio Busoni Agenzia Promusica 2022 (Itália)Concurso internacional Luigi Cerritelli 2022 (Itália)Participou em masterclasses com, entre outros, António Vitorino d’Almeida, Manuel Araújo, XavierGagnepain, Katya Apekisheva e Yekaterina Lebedeva.Integra desde janeiro de 2022 o ensemble de música eletroacústica Sond’arte Electric Ensemble